Follow by Email

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

A estranha morte de Joelmir Beting

Eu vinha acompanhado o caso da internação do Luis Fernando Verissimo e comecei a me perguntar sobre as mortes de pessoas cultas, inteligentes e com espaço na mídia que poderiam denunciar os absurdos que tem acontecido no Brasil e no mundo. Isso foi no dia 22 mais ou menos. Eu não sabia que o Joelmir Beting estava internado e tive a ideia de buscar informações constantes sobre essas pessoas pela Internet, a fim de avisá-las que corriam risco de morte.

Mas houve um problema. A única lan-house do pequeno distrito onde resido ficou sem Internet por vários dias. Nesses dias eu planejei pôr vários alertas no Google sobre as pessoas que eu pensava estarem em risco de morte. Uma dessas pessoas era o Joelmir Beting. Qual não foi minha surpresa ao receber, pela TV, a notícia da morte dele. A lan-house voltou a funcionar regularmente alguns dias depois. Coincidência? Eu acho que não, porque depois que passei a estudar seriamente as teorias conspiratórias, minha vida começou a ficar repleta de coincidências e fatos sinistros.

Se eu tivesse tido acesso a Internet no período em que a lan-house ficou fora do ar, eu teria botado a boca no trombone e denunciado o que me parece um verdadeiro genocídio, uma "limpeza" patrocinada pelos senhores do mundo. Por enquanto só os líderes e os líderes em potencial estão sendo mortos. Senão vejamos:



  • Chico Anysio - inteligente, com coragem para denunciar e com espaço na mídia - MORTO
  • Millôr Fernandes - um verdadeiro gênio das letras, muito atuante e com espaço na mídia - MORTO
  • Marcos Paulo Simões - ator e diretor de TV e de cinema brasileiro - MORTO
  • Moacy Scliar - um grande escritor brasileiro com algum espaço na mídia - MORTO


 Essa lista tem nomes que poderiam fazer a diferença ao propagandearem o meu trabalho-denúncia "O Povo Cego e as Farsas do Poder 3ed" em que denuncio o governo brasileiro como homicida por permitir que a Abin (Agência Brasileira de Inteligência) envie agentes para matar cidadãos brasileiros que causam incômodo pelo que pensam e pelo que são. Eu sugiro ao leitor que dê uma olhada e faça o download desse meu trabalho que está disponível na Internet e que poderia muito bem virar um filme nas mãos de um bom diretor de cinema - como o era o falecido Marcos Paulo Simões.

[ eric campos bastos guedes ]
[ retirado de http://ericcamposbastosguedes.blogspot.com.br/ ]

Nenhum comentário:

Postar um comentário